The Good & Old Rock'n'roll

The Good & Old Rock'n'roll
Traduções de músicas & textos sobre o rock'n'roll e sua história.

domingo, 6 de dezembro de 2015

BOB DYLAN - VISIONS OF JOHANNA (TRADUÇÃO)

A canção Visions Of Johanna foi composta e gravada por Bob Dylan no álbum Blonde On Blonde, lançado no ano de 1966.



VISÕES DE JOHANNA

A noite não parece boa para pregar peças enquanto você tenta ficar quieta?
Estamos atolados aqui, embora façamos nosso melhor para negar
E Louise segura um punhado de chuva na mão, tentando desobedecê-la
Luzes piscam no andar de cima, no lado oposto
Neste quarto o aquecedor apenas tosse
O rádio toca baixinho, sintonizado numa estação country
Mas não há nada, absolutamente nada que o desligue
Apenas Louise e seu amante tão entrelaçados
E essas visões de Johanna tomando meu pensamento

No terreno baldio onde as mulheres brincam de cabra-cega com o molho de chaves
As garotas da noite suspiram por fugir no trem D
Podemos ouvir o vigia noturno com sua lanterna
Pergunte a si mesmo se é ele ou  elas que estão loucos
Mas Louise está certa, está perto, é delicada e se parece com o espelho
Mas ela simplesmente deixa claro e certo que Johanna não está aqui
O fantasma da eletricidade uiva nos ossos de sua face
Onde essas visões de Johanna acabaram de tomar meu lugar

O garotinho perdido é muito duro consigo
Ele se gaba de sua miséria, gosta de viver perigosamente
E quando o nome dela é mencionado ele me fala de um beijo de despedida
Ele deve ter muitas amarguras para ser tão inútil
Resmungando futilidades para a parede enquanto estou na sala
Como posso explicar, é difícil lidar com isso
Essas visões de Johanna me fizeram passar a noite em claro

Dentro dos museus o infinito é testado
Vozes em eco dizem que é isso que acaba sendo a salvação
Mas Monalisa teve ter tido seus blues da estrada
Dá para perceber no jeito de seu sorriso
Veja a flor primitiva congelada na parede
Enquanto mulheres de rostos gelatinosos espirram
E aquela de bigode diz: "Jesus, não encontro meus joelhos"
Joias e binóculos pendurados na cabeça da mula
Mas essas visões de Johanna fazem tudo parecer tão cruel

O mascate fala a uma incontável plateia que finge escutar
Ele diz: "Diga o nome de alguém que não é um parasita e eu saio orar por ele"
Mas como Louise sempre diz, você não enxerga muito bem, enxerga?
Enquanto se arruma para ele
E Madonna ainda não foi mostrada
Vemos esta jaula vazia e corroída onde sua capa de palco certa vez flutuou
O violinista põe o pé na estrada
Ele escreve que tudo voltou a ser o que era
Na carroceria de um caminhão de peixe sendo carregado
Enquanto minha consciência explode
A gaita toca as notas principais e a chuva
E essas visões de Johanna são agora tudo o que resta


Um comentário:

  1. Como vai camarada?Li dois textos de sua autoria no Whiplash.net (o dois sobre Dylan) e percebi que você é um admirador/conhecedor da obra de Dylan,além de ser um ótimo escritor.Você não pensa em escrever interpretações sobre a canções do Dylan?Eu não acho material desse tipo em português,o que é um pecado pra um artista da magnitude dele.

    Abraços e parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir